ENTRANDO NA NUVEM!

Cloud Computing & Microsoft Azure

cloud-computing-kitchen-sink

O Termo Cloud Computing tem sido a palavra do momento. Muito se fala sobre o assunto, e ao mesmo tempo, ainda há muito a ser entendido e evoluído.

De maneira resumida, Cloud Computing ou Computação na Nuvem, faz alusão a contratação de software, informações e/ou recursos computacionais sob demanda, não importando quais os procedimentos técnicos de instalação e manutenção da infra-estrutura envolvida.

Este conceito refere-se à utilização da memória e das capacidades de armazenamento e cálculo de computadores e servidores compartilhados e interligados por meio da Internet, seguindo o princípio da computação em grade.

Sistemas de computação em grade trabalham sobre o princípio dos recursos coligados. Um sistema de computação em grade compartilha a carga entre múltiplos computadors para completar tarefas mais rápida e eficientemente. De maneira simples, sistemas de computação em grade conectam todos os recursos de um computador de modo que um usuário possa usar um computador para acessar e aproveitar o poder coletado de todos os computadores que estão no sistema. Para o usuário individual, é como se o seu computador tivesse se transformado em um supercomputador. Vamos ver os principais recursos do computador:

  • Unidade Central de Processamento (CPU): Uma CPU é um microprocessador que desempenha operações matemáticas e direciona os dados para diferentes endereços da memória. Computadores pode ter mais de uma CPU.
  • Memória: Em geral, uma mémoria de computador é um tipo de armazenamento eletrônico temporário. A memória mantém dados relevantes à mão para o microprocessador. Sem memória, o microprocessador teria de procurar e coletar dados de um dispositivo de armazenamento permanente, como um drive de disco rígido.
  • Armazenamento: Em termos de computação em grade, armazenamento se refere a dispositivos de armazenamento de dados permanente como discos rígidos e bancos de dados.

Alguns autores acreditam que a computação nas nuvens é a melhor aplicação e utilização dos recursos de tecnologia. Eles são alocados conforme a necessidade, sem haver um super dimensionamento ou perda do investimento realizado. Uma utilização de processamento, memória, armazenamento e serviços analoga à utilização de energia elétrica ou água.

ENTÃO O QUE É, COMPUTAÇÃO NA NUVEM?

De maneira mais breve, Cloud Computing, vem da proposta de contratar e pagar a utilização de software, informações e/ou recursos computacionais sob demanda, abstraindo os procedimentos técnicos de instalação e manutenção da infra-estrutura envolvida.

Dessa forma, uma empresa pode alocar ou vender seus recursos de processamento conforme a necessidade, sem se preocupar com perdas do ROI (retorno sobre o investimento) e pagar somente pela exata utilização feita pelos seus serviços dentro da nuvem.

Escalabilidade, redução de custos, maior retorno sobre o investimento e utilização ideal dos recursos são os grandes pilares da computação nas nuvens. É claro que nem tudo são flores, mas isso fica para outro artigo!

No próximo artigo iremos abordar as vantagens e oportunidades da Computação na Nuvem!

Um grande abraço e ótimo estudo!


Author's profile picture

Vitor is a computer scientist who is passionate about creating software that will positively change the world we live in.

MVP Azure - Cloud Architect - Data science enthusiast


2 minutes to read