Arquitetura de Cloud Computing e a dificuldade de adoção no mundo corporativo

Cloud Computing

executivo-nuvemDando aquela passeada na net pesquisando sobre o mundo dos negócios em relação a cloud computing, encontrei uma série de debates sobre o incômodo que a arquitetura de cloud computing causa em executivos e na TI governamental.

A verdade é que a arquitetura de cloud computing vai contra muitas regras da TI convencional em relação ao uso de recursos redundantes e principalmente ao compartilhamento de hardware. Neste post vou abordar alguns pontos que ainda causam dificuldades de adoção da computação na nuvem.

Por que compartilhar o hardware?

Muitos executivos se incomodam com o fato de provedores de computação em nuvem partilharem o mesmo hardware para abrigar dados confidenciais corporativos, ainda assim, o real fator de desperdício é a má organização de processo internos nas empresas. Esse é o alerta do editor da www.cio.comBernard Golden.

Uma das reações mais interessantes que percebemos em executivos de TI é a crítica quanto às vantagens de manter dados da corporação sem servidores hospedados na nuvem e sua propensão a preferir investir altos volumes de recursos em estruturas locais para dar conta do armazenamento e da distribuição das informações na empresa.

Quando se fala que sistemas redundantes – característica fundamental dos ambientes em nuvem – são essenciais para manter o sistema rodando em uma fração de seu desempenho total com vistas a garantir maior disponibilidade, criticam inclusive essa tática por acreditar tratar-se de um desperdício total de recursos.

De alguma maneira, a percepção de que os recursos de TI devem ser tratados como bens de baixo custo e, portanto, devem superar as necessidades da organização, vai contra crenças canônicas de toda a TI. Essa se baseia na otimização desses recursos – volto a repetir – baratos para justificar seus altos custos.

Acontece que a TI não é um recurso caro. Servidores são, na melhor das avaliações, estupidamente baratos. O mesmo pode ser dito sobre o custo de conexões. O que dizer sobre recursos para armazenamento? A 60 dólares por disco rígido com capacidade de 1 TB, não há o que discutir.

 

Repensando seus processos

O entendimento discrepante acerca de valor gerado e custos confunde, inclusive, executivos de outra áreas. Antes de continuar neste tópico recomendo a leitura do post: Windows Azure: SaaS e a Cauda Longae A cauda Longa da TI (The Long Tail)

A repulsa por desperdício de recursos de TI e a condição da gestão às requisições de investimento em recursos que parecem funcionar direito merecem ser reavaliadas seriamente à luz do baixo preço dos insumos de TI.

A maioria das estratégias de computação em nuvem que tenho percebido, parte do princípio de ser possível substituir uma infraestrutura por outra, mais ágil, sem levar em consideração a reestruturação dos processos e das rotinas.

Está chegando a hora em que os CIOs vão despertar para a necessidade de repensar suas táticas em uma época que muitas de suas rotinas são perfeitamente questionáveis e incompatíveis com os tempos. A estratégia para operação de cloud computing deve ser incorporada com vistas a realizar mais que a simples aceleração dos processos atuais.

A computação em nuvem irá liderar uma revolução na infraestrutura, na arquitetura das aplicações e finalmente nos processo de TI e a forma como são organizadas. No vácuo da redução de custos, virá o banimento da economia de recursos baratos o que certamente será o maior marco dessa revolução e aos CIOs caberá partir rumo à otimização da eficiência de processos – ponto chave no sucesso de uma empresa.

Resistência

Sempre nos deparamos com empresas resistentes a adotar novas arquiteturas de computação em nuvem; parecem esquecer que o custo real em uma companhia não é o equipamento ou a tecnologia e, sim, as pessoas. Todos, sem exceção, de administradores, a TI e colaboradores do Help Desk.

As pessoas envolvidas nos processos da empresa e alocadas na gestão de recursos preciosos e de valor dificilmente mensurável são as “peças” que causam resistência na máquina da empresa.

 

Referência: Cloud Computing em www.cio.com


Author's profile picture

Vitor is a computer scientist who is passionate about creating software that will positively change the world we live in.

MVP Azure - Cloud Architect - Data science enthusiast


3 minutes to read